Atendimento: Segunda a Sexta-feira das 09:00 às 18:00.

intestino preso o que fazer

Intestino preso o que fazer? Conheça causas e tratamentos

A constipação intestinal, também conhecida como intestino preso é caracterizada pela diminuição do número de evacuações menor que pelo menos três vezes na semana, por fezes endurecidas ou esforços para evacuar.

O intestino preso pode ser um sintoma decorrente de alguma outra enfermidade gastrointestinal ou ainda ser ocasionado por alguns fatores, como por exemplo: idade, sexo (as mulheres são mais propensas a desenvolver o problema), falta de exercício físico ou uma má alimentação, com uma dieta pobre em fibras.

A prisão de ventre pode causar bastante incômodo, além de fazer com que a pessoa que sofre com o problema seja mais suscetível a desenvolver hemorroidas. Quer saber ainda mais sobre o assunto? Então, continue lendo e fique por dentro das causas, diagnóstico e tratamentos para o intestino preso.

Sintomas do intestino preso

De maneira geral, cada organismo tem um ritmo intestinal próprio, ou seja, as evacuações podem ser mais ou menos frequentes. Por isso, para que se caracterize como constipação intestinal a pessoa precisa evacuar menos do que três vezes na semana, mesmo que sinta vontade de ir mais vezes ao banheiro.

Os sintomas mais comuns de prisão de ventre, podem incluir:

  • Vômitos;
  • Fezes duras;
  • Evacuação incompleta;
  • Dor ou inchaço abdominal;
  • Esforço durante a evacuação;
  • Apenas três ou duas evacuações durante a semana.

Alimentos recomendados para quem tem intestino preso

Para amenizar o problema, existem alguns alimentos para soltar o intestino. Por exemplo, frutas como ameixa preta, abacaxi, acerola, uva, laranja e mexerica (que devem ser ingeridas com bagaço). Os vegetais folhosos, como o repolho, rúcula e escarola para o consumo de preferência in natura.

Os cereais também são excelentes aliados no combate ao intestino preso. Quem sofre com o problema pode consumir alimentos integrais como o farelo de trigo, arroz, torradas, linhaça e chia.

Afinal, como prevenir a constipação intestinal?

Um bom funcionamento intestinal depende de três elementos inseparáveis:

  1. Ingestão de água;
  2. Consumo de fibras;
  3. Prática de exercícios físicos.

Caso sua atividade intestinal não esteja regulada, provavelmente algum fator acima não está sendo bem atendido. Outra maneira de evitar o problema é incluir as fibras em sua dieta diária, pois elas são as responsáveis por auxiliar na formação do bolo fecal que em parceria com os exercícios e o consumo de água estimulam a atividade muscular intestinal.

Diagnóstico e tratamento

Caso você tenha algum dos sintomas que indicam irregularidade em seu intestino o mais indicado é procurar por um médico que possa te orientar e indicar algum exame clínico, como hemograma, exame de fezes ou de imagem para constatar a constipação.

Somente com o resultado dos exames é possível constatar com exatidão quais as causas do distúrbio e em seguida conduzir o paciente para um tratamento eficiente.

Em alguns casos mais severos, no qual o paciente está há muitos dias sem evacuar e como consequência há uma grande quantidade de fezes no intestino, uma lavagem intestinal pode ser indicada. Entretanto, existem casos mais específicos no qual a dificuldade de evacuar pode ser sintoma de doenças como câncer de cólon.

Por isso, caso você esteja com o intestino preso e quer conhecer o melhor tratamento para o seu caso, entre em contato com a Clínica Zupo e consulte um médico.

Leia também:

Risco da trombose no cenário Covid e o caso Anitta.

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *